Adorno em Nova York - 2 edição

Adorno em Nova York - 2 edição

Adorno em Nova York - 2 edição

  • EditoraALAMEDA
  • Modelo: 9V96083
  • Disponibilidade: Em estoque
  • R$ 39,10

    R$ 46,00
Os estudos de Princeton sobre a música no rádio (1938-1941)

2ª edição

O conceito de “indústria cultural”, central na Dialética do esclarecimento, foi antecipado por Theodor W. Adorno em seus escritos sobre a música no rádio, quando participou, de 1938 a 1941, do chamado Princeton Radio Research Project. Esses escritos, no entanto, não se tornaram conhecidos a não ser com a publicação de Current of music: elements of a radio theory, em 2006, quando a maior parte de seus fragmentos foi organizada pelo filósofo Robert Hullot-Kentor e divulgada pela editora Suhrkamp. Esta coletânea de artigos tem como objetivo ampliar o conhecimento sobre os escritos de Adorno a respeito da indústria cultural da música, bastante desenvolvida nos Estados Unidos, sobretudo através das editoras de Tin Pan Alley e do rádio, em sua época de ouro como meio de comunicação de massas.

Os artigos desta coletânea foram aparecendo, em revistas científicas, antes e depois da publicação de Current of music, pois a nossa pesquisa teve início em 2001. A sua teoria do rádio ou a fisiognomia do rádio – constante em Current of music – ainda estava sendo planejada em memorandos, embora rejeitada desde o início pela equipe de pesquisadores chefiada por Paul Felix Lazarsfeld, diretor do projeto de Princeton, assim como pelos financiadores da Fundação Rockefeller.

De certa maneira, a nossa coletânea fez um retrato dos conflitos epistemológicos e políticos nos bastidores do projeto de Princeton, que anteciparam a saída de Adorno como pesquisador da música popularizada pelo rádio. No entanto, a sua crítica da indústria cultural da música faz hoje pleno sentido. Foi uma de suas notáveis contribuições sobre os veículos de comunicação de massas em sua ação sobre os receptores.
Características
Ano de publicação 2019
Autor IRAY CANONE
Biografia Os estudos de Princeton sobre a música no rádio (1938-1941)

2ª edição

O conceito de “indústria cultural”, central na Dialética do esclarecimento, foi antecipado por Theodor W. Adorno em seus escritos sobre a música no rádio, quando participou, de 1938 a 1941, do chamado Princeton Radio Research Project. Esses escritos, no entanto, não se tornaram conhecidos a não ser com a publicação de Current of music: elements of a radio theory, em 2006, quando a maior parte de seus fragmentos foi organizada pelo filósofo Robert Hullot-Kentor e divulgada pela editora Suhrkamp. Esta coletânea de artigos tem como objetivo ampliar o conhecimento sobre os escritos de Adorno a respeito da indústria cultural da música, bastante desenvolvida nos Estados Unidos, sobretudo através das editoras de Tin Pan Alley e do rádio, em sua época de ouro como meio de comunicação de massas.

Os artigos desta coletânea foram aparecendo, em revistas científicas, antes e depois da publicação de Current of music, pois a nossa pesquisa teve início em 2001. A sua teoria do rádio ou a fisiognomia do rádio – constante em Current of music – ainda estava sendo planejada em memorandos, embora rejeitada desde o início pela equipe de pesquisadores chefiada por Paul Felix Lazarsfeld, diretor do projeto de Princeton, assim como pelos financiadores da Fundação Rockefeller.

De certa maneira, a nossa coletânea fez um retrato dos conflitos epistemológicos e políticos nos bastidores do projeto de Princeton, que anteciparam a saída de Adorno como pesquisador da música popularizada pelo rádio. No entanto, a sua crítica da indústria cultural da música faz hoje pleno sentido. Foi uma de suas notáveis contribuições sobre os veículos de comunicação de massas em sua ação sobre os receptores.
Editora ALAMEDA
ISBN 9788579396083
Páginas 200

Escreva um comentário

Você deve acessar ou cadastrar-se para comentar.