Antigos e Modernos: diálogos sobre a (escrita da) história

Antigos e Modernos: diálogos sobre a (escrita da)  história

Antigos e Modernos: diálogos sobre a (escrita da) história

  • EditoraALAMEDA
  • Modelo: 9V25927
  • Disponibilidade: Em estoque
  • R$ 69,70

    R$ 82,00
Como pensar a história entre a tradição e a modernidade? Ou melhor, de que lugar social e por qual tempo histórico, discorriam os historiadores, antigos ou modernos, acerca dessa modalidade de conhecimento e conscientização de mundo em que vivem e se movem os homens, a história?
Este é um livro sobre as reflexões, sobre a história. Nos inúmeros artigos que compõe Antigos e modernos é possível tentar encontrar soluções para essas questões. Ao tratar dos diálogos de diferentes épocas temporais e modos de pensar, este livro nos abre um espaço primordial para aprimorar a compreensão desses diálogos tão distintos, mas que carregam o saber em diversas proporções. Isso é possível por meio de definições sobre a história, como a de Tucídides, segundo a qual seus escritos historiográficos constituiriam uma aquisição atemporal; ou as idéias de Políbio que proclamava que seria dever do historiador tecer o louvor da escrita da História, firmar e reiterar as virtudes e os benefícios que a consagram; ou mesmo dos escritos de Karl Marx que nos advertia sobre “a tradição” histórica, que seria antes “um pesadelo que oprime o cérebro dos vivos”. Podemos ainda pensar na filósofa Hannah Arendt que buscava renovar o fio do passado originário. Neste livro, organizado por Francisco Murari Pires, resultado de um colóquio realizado em 2007 junto ao Departamento de História da Universidade de São Paulo, está reunido um time de historiadores que pensam juntos os modos porque intentamos, ainda nos dias de hoje, equacionar as diferentes maneiras de se compreender criticamente o diálogo entre antigos e modernos, entre a história de ontem e de hoje. Diálogos estes que envolvem a ideologia de nossas práticas científicas e acadêmicas.
Características
Ano de publicação 2009
Autor FRANCISCO MURARI PIRES
Biografia Como pensar a história entre a tradição e a modernidade? Ou melhor, de que lugar social e por qual tempo histórico, discorriam os historiadores, antigos ou modernos, acerca dessa modalidade de conhecimento e conscientização de mundo em que vivem e se movem os homens, a história?
Este é um livro sobre as reflexões, sobre a história. Nos inúmeros artigos que compõe Antigos e modernos é possível tentar encontrar soluções para essas questões. Ao tratar dos diálogos de diferentes épocas temporais e modos de pensar, este livro nos abre um espaço primordial para aprimorar a compreensão desses diálogos tão distintos, mas que carregam o saber em diversas proporções. Isso é possível por meio de definições sobre a história, como a de Tucídides, segundo a qual seus escritos historiográficos constituiriam uma aquisição atemporal; ou as idéias de Políbio que proclamava que seria dever do historiador tecer o louvor da escrita da História, firmar e reiterar as virtudes e os benefícios que a consagram; ou mesmo dos escritos de Karl Marx que nos advertia sobre “a tradição” histórica, que seria antes “um pesadelo que oprime o cérebro dos vivos”. Podemos ainda pensar na filósofa Hannah Arendt que buscava renovar o fio do passado originário. Neste livro, organizado por Francisco Murari Pires, resultado de um colóquio realizado em 2007 junto ao Departamento de História da Universidade de São Paulo, está reunido um time de historiadores que pensam juntos os modos porque intentamos, ainda nos dias de hoje, equacionar as diferentes maneiras de se compreender criticamente o diálogo entre antigos e modernos, entre a história de ontem e de hoje. Diálogos estes que envolvem a ideologia de nossas práticas científicas e acadêmicas.
Edição 1
Editora ALAMEDA
ISBN 9788598325927
Páginas 502

Escreva um comentário

Você deve acessar ou cadastrar-se para comentar.