Arquitetura religiosa colonial no Rio de Janeiro: As três fases - as três fases

Arquitetura religiosa colonial no Rio de Janeiro: As três fases -  as três fases

Arquitetura religiosa colonial no Rio de Janeiro: As três fases - as três fases

  • EditoraEDITORA UFRJ
  • Modelo: 1U83875
  • Disponibilidade: Em estoque
  • R$ 172,00

    R$ 200,00
O terceiro momento diz respeito às igrejas construídas na segunda metade do século XVIII e nas primeiras décadas do seguinte. Nesse período se destaca a atuação dos comerciantes e suas relações com as confrarias. Mais recursos produziram templos de maiores dimensões e com técnica mais apurada, inclusive com elementos neoclássicos que precedem a chegada da Missão Artística Francesa ao Brasil. Dessa fase, são destacadas as igrejas que frequentemente emergem no imaginário dos cariocas: Ordem Terceira do Carmo, São Francisco de Paula, Santa Cruz dos Militares, Candelária, São José e Santíssimo Sacramento.O livro oferece leitor um conhecimento global dos edifícios, permitindo-lhe assim se aproximar e fruir de cada igreja e ao mesmo tempo formar uma visão de conjunto dessa arquitetura. Essa visão é um dos legados mais importantes da obra de Sandra Alvim, e a partir dela é possível estabelecer comparações mais efetivas com as demais escolas estilísticas do período colonial, como a de Minas Gerais e a do Nordeste. É possível ainda um melhor entendimento do relevante papel da arquitetura religiosa do Rio de Janeiro no panorama da arquitetura colonial brasileira em geral e também no cenário da arquitetura lusa construída no mundo.
Características
Ano de publicação 2015
Autor SANDRA ALVIM
Biografia O terceiro momento diz respeito às igrejas construídas na segunda metade do século XVIII e nas primeiras décadas do seguinte. Nesse período se destaca a atuação dos comerciantes e suas relações com as confrarias. Mais recursos produziram templos de maiores dimensões e com técnica mais apurada, inclusive com elementos neoclássicos que precedem a chegada da Missão Artística Francesa ao Brasil. Dessa fase, são destacadas as igrejas que frequentemente emergem no imaginário dos cariocas: Ordem Terceira do Carmo, São Francisco de Paula, Santa Cruz dos Militares, Candelária, São José e Santíssimo Sacramento.O livro oferece leitor um conhecimento global dos edifícios, permitindo-lhe assim se aproximar e fruir de cada igreja e ao mesmo tempo formar uma visão de conjunto dessa arquitetura. Essa visão é um dos legados mais importantes da obra de Sandra Alvim, e a partir dela é possível estabelecer comparações mais efetivas com as demais escolas estilísticas do período colonial, como a de Minas Gerais e a do Nordeste. É possível ainda um melhor entendimento do relevante papel da arquitetura religiosa do Rio de Janeiro no panorama da arquitetura colonial brasileira em geral e também no cenário da arquitetura lusa construída no mundo.
Edição 1
Editora EDITORA UFRJ
ISBN 9788571083875
Páginas 424

Escreva um comentário

Você deve acessar ou cadastrar-se para comentar.