Russel: coleção figuras do saber 36

Russel: coleção figuras do saber 36

Russel: coleção figuras do saber 36

  • R$ 49,60

    R$ 62,00
Bertrand Russell (1872-1970), matemático e filósofo engajado, prêmio Nobel de Literatura de 1950, marcou de forma duradoura a filosofia no século XX. Além de ser um dos pioneiros da escola analítica (que se contrapõe à chamada “filosofia continental”), seu pensamento deu novo impulso à lógica, à epistemologia e à linguística.
Em RUSSELL, volume 36 da coleção Figuras do Saber, o francês Ali Benmakhlouf examina os textos do filósofo - como On Denoting (1905), Principia Mathematica (1910-1913), Human Knowledge, its Scope and its Limits (1948), entre outros - para analisar os principais temas e conceitos de seu singular pensamento.
Na filosofia, Russell renovou a compreensão da linguagem, rejeitando o idealismo em voga na Europa e propondo uma gramática filosófica baseada em um vocabulário mínimo e em construções lógicas. Sua ideia de abordar problemas filosóficos individualmente e não em grandes sistemas ofereceria à filosofia uma validade quase científica. No campo da lógica, Russell fez importantes contribuições à matemática, que teriam desdobramentos importantes para o desenvolvimento das ciências da computação.
Um defensor de valores humanitários, do livre pensar e da livre expressão, Russell defendia suas ideias também na prática: foi sufragista, foi crítico ao envolvimento inglês nas duas Grandes Guerras, buscou aproximar Leste e Oeste na Guerra Fria e se opôs à corrida nuclear. Russell seguiu combativo até sua morte, aos 98 anos. Entre os autores que se dizem influenciados por eles estão Wittgenstein, Popper, Quine, Chomsky, Turing, Isaiah Berlin, entre outros. Pela grandeza e atualidade de seu pensamento, suas ideias seguem incontornáveis para acadêmicos e entusiastas da filosofia.
Características
Ano de publicação 2019
Autor ALI BENMARKHLOUF
Biografia Bertrand Russell (1872-1970), matemático e filósofo engajado, prêmio Nobel de Literatura de 1950, marcou de forma duradoura a filosofia no século XX. Além de ser um dos pioneiros da escola analítica (que se contrapõe à chamada “filosofia continental”), seu pensamento deu novo impulso à lógica, à epistemologia e à linguística.
Em RUSSELL, volume 36 da coleção Figuras do Saber, o francês Ali Benmakhlouf examina os textos do filósofo - como On Denoting (1905), Principia Mathematica (1910-1913), Human Knowledge, its Scope and its Limits (1948), entre outros - para analisar os principais temas e conceitos de seu singular pensamento.
Na filosofia, Russell renovou a compreensão da linguagem, rejeitando o idealismo em voga na Europa e propondo uma gramática filosófica baseada em um vocabulário mínimo e em construções lógicas. Sua ideia de abordar problemas filosóficos individualmente e não em grandes sistemas ofereceria à filosofia uma validade quase científica. No campo da lógica, Russell fez importantes contribuições à matemática, que teriam desdobramentos importantes para o desenvolvimento das ciências da computação.
Um defensor de valores humanitários, do livre pensar e da livre expressão, Russell defendia suas ideias também na prática: foi sufragista, foi crítico ao envolvimento inglês nas duas Grandes Guerras, buscou aproximar Leste e Oeste na Guerra Fria e se opôs à corrida nuclear. Russell seguiu combativo até sua morte, aos 98 anos. Entre os autores que se dizem influenciados por eles estão Wittgenstein, Popper, Quine, Chomsky, Turing, Isaiah Berlin, entre outros. Pela grandeza e atualidade de seu pensamento, suas ideias seguem incontornáveis para acadêmicos e entusiastas da filosofia.
Editora ESTAÇÃO LIBERDADE
ISBN 9788574483023
Páginas 288

Escreva um comentário

Você deve acessar ou cadastrar-se para comentar.