Uma sociologia do amor romântico no cinema: Hollywood, anos 1990 e 2000

Uma sociologia do amor romântico no cinema: Hollywood, anos 1990 e 2000

Uma sociologia do amor romântico no cinema: Hollywood, anos 1990 e 2000

  • EditoraALAMEDA
  • Modelo: 9V92948
  • Disponibilidade: Em estoque
  • R$ 58,65

    R$ 69,00
De Platão a Giddens, muitos autores já falaram sobre e analisaram o amor. Isso não é uma tarefa fácil. Túlio Cunha Rossi enfrenta, contudo, o desafio, conduzindo-nos em uma viagem estimulante em que estuda a construção do amor romântico a partir de cinco filmes.
A análise fina e crítica nos faz rever mentalmente, como numa projeção, os filmes investigados. Túlio estabelece um diálogo inovador entre as teorias sobre o amor romântico e as películas analisadas, identificando elementos e construções recorrentes sobre o amor no discurso cinematográfico. Ele nos revela ainda como o cinema constrói regras de sentimento, normas que são compartilhadas socialmente e que dirigem a maneira pela qual nós devemos ou deveríamos sentir as emoções, em particular, o amor.
Segundo as palavras do próprio autor, “o amor não está nem nos gestos, nem nas imagens, palavras ou sensações, mas no ato de significá-lo de forma diferenciada, ao mesmo tempo individualizada, a partir de códigos, símbolos e prescrições que são culturalmente reproduzidos, reconhecidos e valorizados”. A leitura deste livro, além de um grande prazer, é um aprendizado sobre o amor.
Características
Ano de publicação 2015
Autor TÚLIO CUNHA ROSSI
Biografia De Platão a Giddens, muitos autores já falaram sobre e analisaram o amor. Isso não é uma tarefa fácil. Túlio Cunha Rossi enfrenta, contudo, o desafio, conduzindo-nos em uma viagem estimulante em que estuda a construção do amor romântico a partir de cinco filmes.
A análise fina e crítica nos faz rever mentalmente, como numa projeção, os filmes investigados. Túlio estabelece um diálogo inovador entre as teorias sobre o amor romântico e as películas analisadas, identificando elementos e construções recorrentes sobre o amor no discurso cinematográfico. Ele nos revela ainda como o cinema constrói regras de sentimento, normas que são compartilhadas socialmente e que dirigem a maneira pela qual nós devemos ou deveríamos sentir as emoções, em particular, o amor.
Segundo as palavras do próprio autor, “o amor não está nem nos gestos, nem nas imagens, palavras ou sensações, mas no ato de significá-lo de forma diferenciada, ao mesmo tempo individualizada, a partir de códigos, símbolos e prescrições que são culturalmente reproduzidos, reconhecidos e valorizados”. A leitura deste livro, além de um grande prazer, é um aprendizado sobre o amor.
Edição 1
Editora ALAMEDA
ISBN 9788579392948
Páginas 376

Escreva um comentário

Você deve acessar ou cadastrar-se para comentar.