Você pode substituir mulheres negras como objeto de estudo por mulheres negras contando sua própria história

Você pode substituir mulheres negras como objeto de estudo por mulheres negras contando sua própria história

Você pode substituir mulheres negras como objeto de estudo por mulheres negras contando sua própria história

  • EditoraEDITORA MALE
  • Modelo: MALE36507
  • Disponibilidade: Em estoque
  • R$ 36,72

    R$ 45,90
"A produção acadêmica e intelectual de Giovana Xavier em “Você pode substituir…” não lembra a sisudez a que o Brasil nos acostumou. Mesmo quando enfileira complexas teorias, ela é clara - melhor dizendo, escura. É perspicaz e cirúrgica. É divertida, ora irônica. É generosa.

De todos os substantivos que compõem o balaio de qualidades de Giovana, a generosidade é a mais evidente. Ela não só nomeia as pensadoras diplomadas que a influenciaram, de Kimberlé Crenshaw a bell hooks, de Conceição Evaristo a Djamila Ribeiro, mas também reconhece e louva a intelectualidade de mulheres que a desigualdade, o machismo e o racismo brasileiros teimavam em invisibilizar.

Giovana inova com sua profissão de fé na História em primeira pessoa. Provoca ao apontar o bolor das interpretações estereotipadas. Ousa ao teorizar sobre surfe, rap, férias, rebolado, orixá, literatura, Baco Exu do Blues, teatro - tudo junto e misturado. Cruza territórios, escrutina personagens, reinterpreta narrativas. Seu livro, como ela, é reflexão vezes nove. Aperte o cinto e viaje." - Flávia Oliveira, jornalista
Características
Ano de publicação 2019
Autor GIOVANA XAVIER
Biografia "A produção acadêmica e intelectual de Giovana Xavier em “Você pode substituir…” não lembra a sisudez a que o Brasil nos acostumou. Mesmo quando enfileira complexas teorias, ela é clara - melhor dizendo, escura. É perspicaz e cirúrgica. É divertida, ora irônica. É generosa.

De todos os substantivos que compõem o balaio de qualidades de Giovana, a generosidade é a mais evidente. Ela não só nomeia as pensadoras diplomadas que a influenciaram, de Kimberlé Crenshaw a bell hooks, de Conceição Evaristo a Djamila Ribeiro, mas também reconhece e louva a intelectualidade de mulheres que a desigualdade, o machismo e o racismo brasileiros teimavam em invisibilizar.

Giovana inova com sua profissão de fé na História em primeira pessoa. Provoca ao apontar o bolor das interpretações estereotipadas. Ousa ao teorizar sobre surfe, rap, férias, rebolado, orixá, literatura, Baco Exu do Blues, teatro - tudo junto e misturado. Cruza territórios, escrutina personagens, reinterpreta narrativas. Seu livro, como ela, é reflexão vezes nove. Aperte o cinto e viaje." - Flávia Oliveira, jornalista
Editora EDITORA MALE
ISBN 9788592736507
Páginas 184

Escreva um comentário

Você deve acessar ou cadastrar-se para comentar.