Coleção Adandozan do Museu Nacional Brasil-Daomé, A 1818-2018

Coleção Adandozan do Museu Nacional Brasil-Daomé, A 1818-2018

Coleção Adandozan do Museu Nacional Brasil-Daomé, A 1818-2018

  • EditoraMAUAD X
  • Modelo: 01C31707
  • Disponibilidade: Em estoque
  • R$ 64,38

    R$ 74,00
O livro conta a história de uma coleção do Setor de Etnologia do Museu Nacional composta por 26 objetos que restaram de um presente enviado por dadá Adandozan (rei do Daomé) a dom João (príncipe regente de Portugal) em 1810. O cenário da obra é o antigo reino do Daomé (atual Benim, África ocidental), e seus principais atores são os artesãos anônimos que confeccionaram o trono, as bolsas, bengalas, mantas, esteiras e outros objetos que compunham o presente. A partir do estudo dos objetos encontrados foi possível entender as mudanças e permanências no universo do patrimônio material de Abomé (capital do Daomé), onde viveu e reinou Adandozan. Inspirada na obra coletiva organizada pelo antropólogo Arjun Appadurai, a autora concentrou sua atenção na "vida social" desses objetos, dando destaque a uma abordagem histórica do patrimônio material de Abomé e dos agentes sociais a ele vinculados.
Como os objetos estudados foram destruídos pelo incêndio que devastou o acervo do Museu Nacional em 2018, este livro é um registro único do patrimônio perdido e, por isso, imprescindível para os estudiosos da história dos povos africanos na África e nas Américas.
Características
Ano de publicação 2022
Autor Mariza de Carvalho Soares
Biografia O livro conta a história de uma coleção do Setor de Etnologia do Museu Nacional composta por 26 objetos que restaram de um presente enviado por dadá Adandozan (rei do Daomé) a dom João (príncipe regente de Portugal) em 1810. O cenário da obra é o antigo reino do Daomé (atual Benim, África ocidental), e seus principais atores são os artesãos anônimos que confeccionaram o trono, as bolsas, bengalas, mantas, esteiras e outros objetos que compunham o presente. A partir do estudo dos objetos encontrados foi possível entender as mudanças e permanências no universo do patrimônio material de Abomé (capital do Daomé), onde viveu e reinou Adandozan. Inspirada na obra coletiva organizada pelo antropólogo Arjun Appadurai, a autora concentrou sua atenção na "vida social" desses objetos, dando destaque a uma abordagem histórica do patrimônio material de Abomé e dos agentes sociais a ele vinculados.
Como os objetos estudados foram destruídos pelo incêndio que devastou o acervo do Museu Nacional em 2018, este livro é um registro único do patrimônio perdido e, por isso, imprescindível para os estudiosos da história dos povos africanos na África e nas Américas.
Edição 1
Editora MAUAD X
ISBN 9786587631707
Páginas 288

Escreva um comentário

Você deve acessar ou cadastrar-se para comentar.