Crime e Cotidiano: A Criminalidade em São Paulo (1880-1924)

Crime e Cotidiano: A Criminalidade em São Paulo (1880-1924)

Crime e Cotidiano: A Criminalidade em São Paulo (1880-1924)

  • EditoraEDUSP
  • Modelo: 7706065
  • Disponibilidade: Em estoque
  • R$ 54,00

    R$ 60,00
Ao fazer uma análise da criminalidade em São Paulo entre 1880 e 1920, Boris Fausto aborda uma das facetas menos conhecidas desse período. Mostra como a repressão à marginalidade social e à delinqüência surge como uma forma eficaz de controle social, ao mesmo tempo em que investiga as formas de transgressão das normas penais, concentrando-se em homicídios, furtos e roubos, e crimes de natureza sexual. A abordagem penetra no terreno da microistória, no que ela tem de mais significativo, recuperando relações sociais de tensão e conflito, no interior das casas, nas ruas, nos botequins e bordéis. No momento em que o tema da criminalidade e segurança ganha uma dimensão dramática na sociedade brasileira, torna-se importante conhecer as raízes desse quadro e seu agravamento ao longo do tempo.

Características
Ano de publicação 2001
Autor BORIS FAUSTO
Biografia Ao fazer uma análise da criminalidade em São Paulo entre 1880 e 1920, Boris Fausto aborda uma das facetas menos conhecidas desse período. Mostra como a repressão à marginalidade social e à delinqüência surge como uma forma eficaz de controle social, ao mesmo tempo em que investiga as formas de transgressão das normas penais, concentrando-se em homicídios, furtos e roubos, e crimes de natureza sexual. A abordagem penetra no terreno da microistória, no que ela tem de mais significativo, recuperando relações sociais de tensão e conflito, no interior das casas, nas ruas, nos botequins e bordéis. No momento em que o tema da criminalidade e segurança ganha uma dimensão dramática na sociedade brasileira, torna-se importante conhecer as raízes desse quadro e seu agravamento ao longo do tempo.

Edição 2
Editora EDUSP
ISBN 9788531406065
Páginas 328

Escreva um comentário

Você deve acessar ou cadastrar-se para comentar.