Do coração máquina: A técnica moderna como compaixão do homem pelo homem

Do coração máquina: A técnica moderna como compaixão do homem pelo homem

Do coração máquina: A técnica moderna como compaixão do homem pelo homem

  • EditoraMAUAD X
  • Modelo: 01C31929
  • Disponibilidade: Em estoque
  • R$ 50,46

    R$ 58,00
A metafísica, e com ela a técnica moderno-contemporânea, é a vigência do espírito de vingança. Isso seria propriamente sua essência, isto é, sua insistente geração e gênese. (...) Técnica (Deus, metafísica) se compadece do homem à medida que quer tirar do homem a sua dor, eliminar dele a dor que ele é. Quer poupá-lo de ser dor, ou seja, de ser esforço, de ser um precisar fazer, enfim, de ser... homem!
Do coração máquina expõe uma compreensão filosófica da técnica moderno-contemporânea, explicitando o enraizamento metafísico desse fenômeno. Desde uma compreensão radical de vida (existência humana) e de realidade, presente na metafísica ocidental, revela-se a gênese de tal fenômeno como revolta contra a dor (finitude, indigência) constitutiva da existência humana e, então, o fundo mobilizador ou o fio condutor do acontecimento técnica moderna mostra-se como revolta e ingratidão - l'homme révolté e o bípede ingrato, numa formulação de Dostoievski. (Coleção Sapere Aude, 21)
Características
Ano de publicação 2022
Autor Gilvan Fogel
Biografia A metafísica, e com ela a técnica moderno-contemporânea, é a vigência do espírito de vingança. Isso seria propriamente sua essência, isto é, sua insistente geração e gênese. (...) Técnica (Deus, metafísica) se compadece do homem à medida que quer tirar do homem a sua dor, eliminar dele a dor que ele é. Quer poupá-lo de ser dor, ou seja, de ser esforço, de ser um precisar fazer, enfim, de ser... homem!
Do coração máquina expõe uma compreensão filosófica da técnica moderno-contemporânea, explicitando o enraizamento metafísico desse fenômeno. Desde uma compreensão radical de vida (existência humana) e de realidade, presente na metafísica ocidental, revela-se a gênese de tal fenômeno como revolta contra a dor (finitude, indigência) constitutiva da existência humana e, então, o fundo mobilizador ou o fio condutor do acontecimento técnica moderna mostra-se como revolta e ingratidão - l'homme révolté e o bípede ingrato, numa formulação de Dostoievski. (Coleção Sapere Aude, 21)
Edição 1
Editora MAUAD X
ISBN 9786587631929
Páginas 216

Escreva um comentário

Você deve acessar ou cadastrar-se para comentar.