DESPREZO DAS MASSAS, O

DESPREZO DAS MASSAS, O

DESPREZO DAS MASSAS, O

  • R$ 28,70

    R$ 41,00
Recorrendo a Nietzsche, Heidegger, Rorty, entre outros, Sloterdijk aborda uma relação problemática por excelência - os intelectuais e as massas. O desprezo das massas é um brilhante ataque que o filósofo alemão Peter Sloterdijk desfere contra o senso comum 'ilustrado', dada a asfixia do pensamento em exercícios diletantes das formas, amante de uma álgebra inútil. Partindo de um diálogo com Elias Canetti e seu diagnóstico acerca da agressividade da massa contra o talento e a diferença antropológica vertical, e estendendo esse diálogo a Heidegger, Nietzsche, Foucault, Rorty , entre outros, Sloterdijk chega mesmo a buscar luzes em alguns momentos da teologia da graça, mais uma vez revelando sua qualidade de não dizer o que é normalmente considerado como de 'bom tom' para as 'posturas inteligentes modernas'.
Características
Ano de publicação 2002
Autor PETER SLOTERDIJK
Biografia Recorrendo a Nietzsche, Heidegger, Rorty, entre outros, Sloterdijk aborda uma relação problemática por excelência - os intelectuais e as massas. O desprezo das massas é um brilhante ataque que o filósofo alemão Peter Sloterdijk desfere contra o senso comum 'ilustrado', dada a asfixia do pensamento em exercícios diletantes das formas, amante de uma álgebra inútil. Partindo de um diálogo com Elias Canetti e seu diagnóstico acerca da agressividade da massa contra o talento e a diferença antropológica vertical, e estendendo esse diálogo a Heidegger, Nietzsche, Foucault, Rorty , entre outros, Sloterdijk chega mesmo a buscar luzes em alguns momentos da teologia da graça, mais uma vez revelando sua qualidade de não dizer o que é normalmente considerado como de 'bom tom' para as 'posturas inteligentes modernas'.
Editora ESTAÇÃO LIBERDADE
ISBN 9788574480558
Páginas 120

Escreva um comentário

Você deve acessar ou cadastrar-se para comentar.