E eu não sou uma mulher?: A narrativa de Sojourner Truth

E eu não sou uma mulher?: A narrativa de Sojourner Truth

E eu não sou uma mulher?: A narrativa de Sojourner Truth

  • EditoraIMÃ EDITORA
  • Modelo: 1D19023
  • Disponibilidade: Em estoque
  • R$ 39,20

    R$ 49,00
“Se a primeira mulher que Deus fez foi forte o suficiente para virar sozinha o mundo de cabec¸a para baixo, as mulheres, juntas, sa~o capazes de traze^-lo de volta e coloca´-lo na posic¸a~o certa novamente!” SOJOURNER TRUTH

Sojourner Truth, a primeira escravizada a conseguir a condenação na justiça de um senhor de escravos. Uma vida de provações e resistência, narrada no livro que marca a luta pelos direitos dos negros e das mulheres.

Sojourner Truth e´ o nome e a identidade adotados pela escravizada nascida por volta de 1797, a quem os senhores chamavam de “Isabella” e cujo sobrenome era, pelo costume, o mesmo de seu “proprieta´rio”. Mulher, escravizada, iletrada: mesmo no degrau mais baixo da pira^mide social, Sojourner Truth tornou-se uma forc¸a transformadora em prol dos direitos das mulheres e dos negros. Ainda que a tenham mantido afastada dos estudos e que lhe tenham negado quaisquer direitos, seu senso do que e´ certo a levou a processar, e a derrotar na justic¸a, homens brancos, por duas vezes. Na primeira, conseguiu recuperar de um senhor de escravos seu filho de cinco anos, que havia sido vendido e levado para longe; na segunda, conseguiu indenizac¸a~o de um homem que a caluniara. Quando a histo´ria de sua vida — narrada a uma companheira abolicionista, ja´ que Sojourner nunca aprendeu a escrever — chegou ao pu´blico na forma deste livro, tornou-se um poderoso manifesto pela afirmac¸a~o dos direitos dos negros. Sojourner, mais que uma refere^ncia moral, foi uma lideranc¸a ativa na batalha pelos direitos das mulheres e dos negros, tanto os ex-escravizados quanto os que continuavam nas agruras do cativeiro no sul dos Estados Unidos.
Características
Ano de publicação 2020
Autor Olive Gilbert
Biografia “Se a primeira mulher que Deus fez foi forte o suficiente para virar sozinha o mundo de cabec¸a para baixo, as mulheres, juntas, sa~o capazes de traze^-lo de volta e coloca´-lo na posic¸a~o certa novamente!” SOJOURNER TRUTH

Sojourner Truth, a primeira escravizada a conseguir a condenação na justiça de um senhor de escravos. Uma vida de provações e resistência, narrada no livro que marca a luta pelos direitos dos negros e das mulheres.

Sojourner Truth e´ o nome e a identidade adotados pela escravizada nascida por volta de 1797, a quem os senhores chamavam de “Isabella” e cujo sobrenome era, pelo costume, o mesmo de seu “proprieta´rio”. Mulher, escravizada, iletrada: mesmo no degrau mais baixo da pira^mide social, Sojourner Truth tornou-se uma forc¸a transformadora em prol dos direitos das mulheres e dos negros. Ainda que a tenham mantido afastada dos estudos e que lhe tenham negado quaisquer direitos, seu senso do que e´ certo a levou a processar, e a derrotar na justic¸a, homens brancos, por duas vezes. Na primeira, conseguiu recuperar de um senhor de escravos seu filho de cinco anos, que havia sido vendido e levado para longe; na segunda, conseguiu indenizac¸a~o de um homem que a caluniara. Quando a histo´ria de sua vida — narrada a uma companheira abolicionista, ja´ que Sojourner nunca aprendeu a escrever — chegou ao pu´blico na forma deste livro, tornou-se um poderoso manifesto pela afirmac¸a~o dos direitos dos negros. Sojourner, mais que uma refere^ncia moral, foi uma lideranc¸a ativa na batalha pelos direitos das mulheres e dos negros, tanto os ex-escravizados quanto os que continuavam nas agruras do cativeiro no sul dos Estados Unidos.
Edição 1
Editora IMÃ EDITORA
ISBN 9786586419023
Páginas 218

Escreva um comentário

Você deve acessar ou cadastrar-se para comentar.