Acadêmicos versus Pirrônicos

Acadêmicos versus Pirrônicos

Acadêmicos versus Pirrônicos

  • EditoraALAMEDA
  • Modelo: 9V91668
  • Disponibilidade: Em estoque
  • R$ 41,40

    R$ 46,00
Originalmente escrito como tese de doutorado, este livro propõe uma análise de uma questão frequentemente debatida entre os helenistas que se dedicam ao estudo das duas correntes céticas da Antiguidade, os chamados “ceticismo pirrônico” e “ceticismo acadêmico”. Sem deixar de reconhecer as importantes diferenças entre as duas correntes, procura mostrar, mediante comentário das principais fontes, sobretudo a obra Acadêmicos, de Cícero, que existem semelhanças profundas entre as duas correntes, semelhanças que chegam mesmo a se destacar, em face das diferenças.

Defende que, assim como nos pirrônicos, também na corrente cética acadêmica encontra-se acadêmica encontra-se de forma consistente a ideia de suspensão de juízo a respeito das teses dos filósofos dogmáticos, e que os filósofos céticos da Academia conseguiram elaborar um conceito de representação persuasiva que, sem comprometê-los com qualquer afirmação dogmática sobre a realidade, proporciona-lhes um critério de conduta compatível com sua posição cética. Para compreender o significado desse conceito de representação apreensiva e sua originalidade, a análise procede a uma comparação com a ideia de subjetividade que caracteriza a Filosofia Moderna, sugerindo uma instigante e até surpreendente aproximação.
Características
Ano de publicação 2013
Autor ROBERTO BOLZANI FILHO
Biografia Originalmente escrito como tese de doutorado, este livro propõe uma análise de uma questão frequentemente debatida entre os helenistas que se dedicam ao estudo das duas correntes céticas da Antiguidade, os chamados “ceticismo pirrônico” e “ceticismo acadêmico”. Sem deixar de reconhecer as importantes diferenças entre as duas correntes, procura mostrar, mediante comentário das principais fontes, sobretudo a obra Acadêmicos, de Cícero, que existem semelhanças profundas entre as duas correntes, semelhanças que chegam mesmo a se destacar, em face das diferenças.

Defende que, assim como nos pirrônicos, também na corrente cética acadêmica encontra-se acadêmica encontra-se de forma consistente a ideia de suspensão de juízo a respeito das teses dos filósofos dogmáticos, e que os filósofos céticos da Academia conseguiram elaborar um conceito de representação persuasiva que, sem comprometê-los com qualquer afirmação dogmática sobre a realidade, proporciona-lhes um critério de conduta compatível com sua posição cética. Para compreender o significado desse conceito de representação apreensiva e sua originalidade, a análise procede a uma comparação com a ideia de subjetividade que caracteriza a Filosofia Moderna, sugerindo uma instigante e até surpreendente aproximação.
Edição 1
Editora ALAMEDA
ISBN 9788579391668
Páginas 262

Escreva um comentário

Você deve acessar ou cadastrar-se para comentar.