A PROIBICAO DA APLICACAO ANALO

A PROIBICAO DA APLICACAO ANALO

A PROIBICAO DA APLICACAO ANALO

  • EditoraALMEDINA
  • Modelo: AM24027579
  • Disponibilidade: Em estoque
  • R$ 177,51

    R$ 183,00
A presente obra é fruto de um extenso trabalho de pesquisa, estudo e de reflexão pessoal, sobre uma das questões cardeais da Ciência Jurídica, mais especificamente, do Direito Tributário, que é a interpretação da lei fiscal. Partindo da norma sobre a proibição da aplicação analógica da lei fiscal — n.º 4 do art.º 11.°, da Lei Geral Tributária — e procurando enquadrá-la no âmbito dos princípios jurídico-constitucionais do actual Estado Social de Direito, a autora chega à conclusão, não só que a mesma é de duvidosa constitucionalidade, como também, esconde por trás uma visão do Direito Fiscal completamente desfasado dos tempos que correm. Será que o princípio da legalidade fiscal, com a tipicidade fechada, constitua, nas palavras sugestivas do Professor Saldanha Sanches, um "arame farpado... uma espécie de muro à volta do enclave fiscal"? Será que a segurança do contribuinte implique necessariamente a proibição estrita da analogia, subalternizando, assim, a justiça fiscal? São estas, algumas das questões sobre as quais a autora discorrerá o seu pensamento, esperando, assim, que o presente trabalho possa ser um contributo para a compreensão do sistema fiscal hodierno. Índice I. Enquadramento Jurídico-Político do Estado de Direito II. Evolução do Conceito de Imposto do Estado Liberal ao Estado Socoal de Direito III. Os Princípios Constitucionais em Matéria Fiscal IV. A Analogia na Ciência Jurídica V. A Proibição da Aplicação Analógica da Lai Fiscal VI. Fundamentos da Aplicação Analógica de Lei Fiscal no Estado Social de Direito
Características
Autor XAVIER, CECILIA
Biografia A presente obra é fruto de um extenso trabalho de pesquisa, estudo e de reflexão pessoal, sobre uma das questões cardeais da Ciência Jurídica, mais especificamente, do Direito Tributário, que é a interpretação da lei fiscal. Partindo da norma sobre a proibição da aplicação analógica da lei fiscal — n.º 4 do art.º 11.°, da Lei Geral Tributária — e procurando enquadrá-la no âmbito dos princípios jurídico-constitucionais do actual Estado Social de Direito, a autora chega à conclusão, não só que a mesma é de duvidosa constitucionalidade, como também, esconde por trás uma visão do Direito Fiscal completamente desfasado dos tempos que correm. Será que o princípio da legalidade fiscal, com a tipicidade fechada, constitua, nas palavras sugestivas do Professor Saldanha Sanches, um "arame farpado... uma espécie de muro à volta do enclave fiscal"? Será que a segurança do contribuinte implique necessariamente a proibição estrita da analogia, subalternizando, assim, a justiça fiscal? São estas, algumas das questões sobre as quais a autora discorrerá o seu pensamento, esperando, assim, que o presente trabalho possa ser um contributo para a compreensão do sistema fiscal hodierno. Índice I. Enquadramento Jurídico-Político do Estado de Direito II. Evolução do Conceito de Imposto do Estado Liberal ao Estado Socoal de Direito III. Os Princípios Constitucionais em Matéria Fiscal IV. A Analogia na Ciência Jurídica V. A Proibição da Aplicação Analógica da Lai Fiscal VI. Fundamentos da Aplicação Analógica de Lei Fiscal no Estado Social de Direito
Edição 1
Editora ALMEDINA
ISBN 9789724027579
Páginas 293

Escreva um comentário

Você deve acessar ou cadastrar-se para comentar.