Potencia, Limites e Seduções do ...

Potencia, Limites e Seduções do ...

Potencia, Limites e Seduções do ...

  • EditoraUNESP
  • Modelo: 74-0207
  • Disponibilidade: Em estoque
  • R$ 26,40

    R$ 30,00
Sempre houve e sempre haverá quem receie o poder ou se incomode com o poder. De uma ou
outra forma, todos são magnetizados por ele. Podemos partir dos antigos filósofos
gregos, passar pelas reflexões teológicas da Idade Média, freqüentar os clássicos
modernos (Maquiavel, Hobbes, Kant, Rousseau, Hegel, Marx) e chegar aos contemporâneos,
e iremos nos deparar com a mesma inquietação, com o mesmo interesse em entender as
armadilhas, as sinuosidades, as misérias e a potência do poder. Este livro pode ser
entendido como um convite para que nos interessemos pelo tema. O autor tenta seduzir o
leitor a olhar o poder como assunto digno, crucial, estratégico, se possível desfazendo-
se de alguns preconceitos e indo além de algumas "evidências". O plano não é convencer
ninguém nem da "bondade" nem da "maldade" intrínsecas ao poder, mas sim abrir algumas
clareiras para que se possa pensar o poder como um fato integrado à vida, que se
insinua em nossos discursos, em nossos relacionamentos amorosos, em nossa atividade
produtiva, nas lutas que travamos para ser felizes ou simplesmente para defender nossos
interesses.
Características
Autor MARCO AURELIO NOGUEIRA
Biografia Sempre houve e sempre haverá quem receie o poder ou se incomode com o poder. De uma ou
outra forma, todos são magnetizados por ele. Podemos partir dos antigos filósofos
gregos, passar pelas reflexões teológicas da Idade Média, freqüentar os clássicos
modernos (Maquiavel, Hobbes, Kant, Rousseau, Hegel, Marx) e chegar aos contemporâneos,
e iremos nos deparar com a mesma inquietação, com o mesmo interesse em entender as
armadilhas, as sinuosidades, as misérias e a potência do poder. Este livro pode ser
entendido como um convite para que nos interessemos pelo tema. O autor tenta seduzir o
leitor a olhar o poder como assunto digno, crucial, estratégico, se possível desfazendo-
se de alguns preconceitos e indo além de algumas "evidências". O plano não é convencer
ninguém nem da "bondade" nem da "maldade" intrínsecas ao poder, mas sim abrir algumas
clareiras para que se possa pensar o poder como um fato integrado à vida, que se
insinua em nossos discursos, em nossos relacionamentos amorosos, em nossa atividade
produtiva, nas lutas que travamos para ser felizes ou simplesmente para defender nossos
interesses.
Editora UNESP
ISBN 9788571397484
Páginas 144

Escreva um comentário

Você deve acessar ou cadastrar-se para comentar.