Práticas Educomunicativas: Grupos Afro-descendentes. Salvador–Bahia

Práticas Educomunicativas: Grupos Afro-descendentes. Salvador–Bahia

Práticas Educomunicativas: Grupos Afro-descendentes. Salvador–Bahia

  • EditoraMAUAD X
  • Modelo: 01-0157
  • Disponibilidade: Em estoque
  • R$ 35,33

    R$ 45,30
A partir do conceito de educomunicação já desenvolvido em seu livro anterior, Educomunicação: Reflexões e Princípios (Mauad, 2002), a autora destaca a importância dos movimentos Ilê Aiyê, Olodum, Ara Ketu e Pracatum para a formação de uma visão de ser negro no cenário cultural nacional. Com elaborada pesquisa das práticas de inserção midiática desses grupos, a autora esmiúça as estratégias e tendências percebidas nessas organizações e as aponta como as referências do movimento de cunho social-pedagógico e comunicativo que busca afirmar a identidade negra e a integração da afro-descendência na sociedade brasileira. A obra traça um amplo panorama dos projetos dos grupos Ara Ketu, Ilê Aiyê, Olodum e Pracatum, a partir da análise de conceitos e da história de cada um, e discute, entre outros, racismo científico, civilização, auto-afirmação identitária e cidadania negra. Angela Schaun ainda articula suas reflexões com as atividades dos grupos baianos, contextualizando-os no âmbito da Educomunicação.

Características
Ano de publicação 2002
Autor Angela Schaun
Biografia A partir do conceito de educomunicação já desenvolvido em seu livro anterior, Educomunicação: Reflexões e Princípios (Mauad, 2002), a autora destaca a importância dos movimentos Ilê Aiyê, Olodum, Ara Ketu e Pracatum para a formação de uma visão de ser negro no cenário cultural nacional. Com elaborada pesquisa das práticas de inserção midiática desses grupos, a autora esmiúça as estratégias e tendências percebidas nessas organizações e as aponta como as referências do movimento de cunho social-pedagógico e comunicativo que busca afirmar a identidade negra e a integração da afro-descendência na sociedade brasileira. A obra traça um amplo panorama dos projetos dos grupos Ara Ketu, Ilê Aiyê, Olodum e Pracatum, a partir da análise de conceitos e da história de cada um, e discute, entre outros, racismo científico, civilização, auto-afirmação identitária e cidadania negra. Angela Schaun ainda articula suas reflexões com as atividades dos grupos baianos, contextualizando-os no âmbito da Educomunicação.

Editora MAUAD X
ISBN 9788574780870
Páginas 168

Escreva um comentário

Você deve acessar ou cadastrar-se para comentar.