Economia política do etanol: A democratização da agroenergia e o impacto da mudança do modelo econômico

Economia política do etanol: A democratização da agroenergia e o impacto da mudança do modelo econômico

Economia política do etanol: A democratização da agroenergia e o impacto da mudança do modelo econômico

  • EditoraALAMEDA
  • Modelo: 9V90463
  • Disponibilidade: Em estoque
  • R$ 36,75

    R$ 49,00
O Brasil e pioneiro na produção do etanol como biocombustivel. Durante estes ultimos trinta anos consolidou-se um modelo de produção com acentuado grau de oligopolização do segmento sucroalcooleiro. Por outro lado, com o avanço da consciencia ambiental e a necessidade de diversificar a matriz energética em todo o planeta é assunto presente nas discussões sobre sustentabilidade ambiental e mudança climática, ainda mais premente com as perspectivas de esgotabilidade do petróleo.
Em todo o mundo, estudiosos têm reconhecido nas mudanças por que o planeta passa, com o esgotamento do atual sistema de produção, uma oportunidade para o Brasil, que tem estado à frente da tecnologia de produção de uma fonte renovável – e, com o devido manejo, limpa –, o etanol.
A partir desse cenário global, A Economia política do etanol parte para um histórico particular, o do panorama da realidade das políticas e da produção do etanol no Brasil nas últimas três décadas, seus descaminhos e consequências, com uma abordagem, contudo, tanto politica como economica.
Fernando Safatle enriquece o debate ao não apenas apontar causas e efeitos dessa atual conjuntura, mas também apresentar propostas e projeções sobre os possíveis impactos econômicos e sociais de ações estratégicas, sejam mudanças na legislação ou, como propõe, a criação de um programa de microdestilarias.
Essas reflexões mostram como a economia brasileira poderia ganhar com políticas capazes de democratizar e desconcentrar a produção do etanol – e, consequentemente da agroenergia em geral –, impactando o desenvolvimento regional e influindo nos padrões de distribuição de renda do País. Ainda, não deixa de considerar o forte impacto que poderia provocar na geopolitica mundial tendo o Brasil como protagonista na produção de uma fonte de energia limpa, com inserção social dos pequenos e medios produtores e ambientalmente sustentavel.
Características
Ano de publicação 2011
Autor FERNANDO NETTO SAFATLE
Biografia O Brasil e pioneiro na produção do etanol como biocombustivel. Durante estes ultimos trinta anos consolidou-se um modelo de produção com acentuado grau de oligopolização do segmento sucroalcooleiro. Por outro lado, com o avanço da consciencia ambiental e a necessidade de diversificar a matriz energética em todo o planeta é assunto presente nas discussões sobre sustentabilidade ambiental e mudança climática, ainda mais premente com as perspectivas de esgotabilidade do petróleo.
Em todo o mundo, estudiosos têm reconhecido nas mudanças por que o planeta passa, com o esgotamento do atual sistema de produção, uma oportunidade para o Brasil, que tem estado à frente da tecnologia de produção de uma fonte renovável – e, com o devido manejo, limpa –, o etanol.
A partir desse cenário global, A Economia política do etanol parte para um histórico particular, o do panorama da realidade das políticas e da produção do etanol no Brasil nas últimas três décadas, seus descaminhos e consequências, com uma abordagem, contudo, tanto politica como economica.
Fernando Safatle enriquece o debate ao não apenas apontar causas e efeitos dessa atual conjuntura, mas também apresentar propostas e projeções sobre os possíveis impactos econômicos e sociais de ações estratégicas, sejam mudanças na legislação ou, como propõe, a criação de um programa de microdestilarias.
Essas reflexões mostram como a economia brasileira poderia ganhar com políticas capazes de democratizar e desconcentrar a produção do etanol – e, consequentemente da agroenergia em geral –, impactando o desenvolvimento regional e influindo nos padrões de distribuição de renda do País. Ainda, não deixa de considerar o forte impacto que poderia provocar na geopolitica mundial tendo o Brasil como protagonista na produção de uma fonte de energia limpa, com inserção social dos pequenos e medios produtores e ambientalmente sustentavel.
Edição 1
Editora ALAMEDA
ISBN 9788579390463
Páginas 296

Escreva um comentário

Você deve acessar ou cadastrar-se para comentar.