Tímpano das Virtudes, O

Tímpano das Virtudes, O

Tímpano das Virtudes, O

  • EditoraALMEDINA
  • Modelo: AM24021256
  • Disponibilidade: Em estoque
  • R$ 114,01

    R$ 126,68
Rafael representou a Justiça sobrepondo-a espacialmente às demais Virtudes, e todas presidindo às Leis. Pintou-a na Stanza delia Segnatura, no Vaticano, sala em que deixou também o retrato de família da Filosofia, no célebre fresco da Escola de Atenas. Partindo dos motivos dessa sala, e em especial da composição que lhe dá o título, Tímpano das Virtudes é um ensaio transdisciplinar, que procura esclarecer o Direito pela Ética, a Ética pela Arte, e a Arte pela Filosofia que nela está implícita e lhe serve de fundamento. Trata-se assim de um contributo ilustrativo para a superação da presente crise da Justiça, que é crise das instituições, sem dúvida, mas principalmente crise da educação, da cultura c da sensibilidade. Paulo Ferreira da Cunha, Professor Catedrático e Director do Instituto Jurídico Interdisciplinar da Faculdade de Direito da Universidade do Porto, Doutor em Direito pelas Universidades de Paris II e de Coimbra, cursou também Desenho na Escola Superior Artística do Porto, e História da Arte, na Faculdade de Letras do Porto. Membro de várias sociedades científicas, pertence nomeadamente à "Società Internazionale per 1'Unità delle Scienze", ao Centro de História da Cultura (Univ. Nova de Lisboa) e ao Instituto de História do Direito e do Pensamento Político (Faculdade de Direito, Univ. de Lisboa). Índice Parte I - Contextos Introdução filosófico-epistemológica Reflexões priodológicas Em demanda de Rafael Parte II - Paratextos Pré-Textos Reflexões e Modo-de-Olhar Teologia e Poesia Polaridades: Interior e exterior, cultura e natural, humano e divino Parte III - Textos Saber e Escola O Tímpano das Virtudes Conclusão
Características
Ano de publicação 2004
Autor PAULO JORGE F.FERREIRA CUNHA
Biografia Rafael representou a Justiça sobrepondo-a espacialmente às demais Virtudes, e todas presidindo às Leis. Pintou-a na Stanza delia Segnatura, no Vaticano, sala em que deixou também o retrato de família da Filosofia, no célebre fresco da Escola de Atenas. Partindo dos motivos dessa sala, e em especial da composição que lhe dá o título, Tímpano das Virtudes é um ensaio transdisciplinar, que procura esclarecer o Direito pela Ética, a Ética pela Arte, e a Arte pela Filosofia que nela está implícita e lhe serve de fundamento. Trata-se assim de um contributo ilustrativo para a superação da presente crise da Justiça, que é crise das instituições, sem dúvida, mas principalmente crise da educação, da cultura c da sensibilidade. Paulo Ferreira da Cunha, Professor Catedrático e Director do Instituto Jurídico Interdisciplinar da Faculdade de Direito da Universidade do Porto, Doutor em Direito pelas Universidades de Paris II e de Coimbra, cursou também Desenho na Escola Superior Artística do Porto, e História da Arte, na Faculdade de Letras do Porto. Membro de várias sociedades científicas, pertence nomeadamente à "Società Internazionale per 1'Unità delle Scienze", ao Centro de História da Cultura (Univ. Nova de Lisboa) e ao Instituto de História do Direito e do Pensamento Político (Faculdade de Direito, Univ. de Lisboa). Índice Parte I - Contextos Introdução filosófico-epistemológica Reflexões priodológicas Em demanda de Rafael Parte II - Paratextos Pré-Textos Reflexões e Modo-de-Olhar Teologia e Poesia Polaridades: Interior e exterior, cultura e natural, humano e divino Parte III - Textos Saber e Escola O Tímpano das Virtudes Conclusão
Edição 1
Editora ALMEDINA
ISBN 9789724021256
Páginas 151

Escreva um comentário

Você deve acessar ou cadastrar-se para comentar.