Vozes em Branco e Preto: A representação Literária da Fala-Não Padrão

Vozes em Branco e Preto: A representação Literária da Fala-Não Padrão

Vozes em Branco e Preto: A representação Literária da Fala-Não Padrão

  • EditoraEDUSP
  • Modelo: 77-0033
  • Disponibilidade: Em estoque
  • R$ 28,90

    R$ 34,00
A diversidade lingüística é um objeto de estudo caro aos lingüistas, mas também um tema abordado com freqüência por escritores e poetas de diferentes épocas e lugares. Para alguns escritores, as singularidades lingüísticas não constituem exotismos ou regionalismos, mas condição de existência da unidade lingüística. A proposta de Milton M. Azevedo é analisar a representação literária da oralidade por meio de recursos estilísticos que refletem modalidades de fala divergentes da linguagem normativa. Apoiando-se no conceito de dialeto literário, o autor analisa textos de vários escritores, como Érico Veríssimo, Clarice Lispector, Guimarães Rosa, Dalton Trevisan, entre outros, que evocam a fala mediante traços lingüísticos incorporados a uma escrita não-padrão que reflete essa mesma variação.
Características
Ano de publicação 2003
Autor MILTON M.AZEVEDO
Biografia A diversidade lingüística é um objeto de estudo caro aos lingüistas, mas também um tema abordado com freqüência por escritores e poetas de diferentes épocas e lugares. Para alguns escritores, as singularidades lingüísticas não constituem exotismos ou regionalismos, mas condição de existência da unidade lingüística. A proposta de Milton M. Azevedo é analisar a representação literária da oralidade por meio de recursos estilísticos que refletem modalidades de fala divergentes da linguagem normativa. Apoiando-se no conceito de dialeto literário, o autor analisa textos de vários escritores, como Érico Veríssimo, Clarice Lispector, Guimarães Rosa, Dalton Trevisan, entre outros, que evocam a fala mediante traços lingüísticos incorporados a uma escrita não-padrão que reflete essa mesma variação.
Edição 1
Editora EDUSP
ISBN 9788531407611
Páginas 176

Escreva um comentário

Você deve acessar ou cadastrar-se para comentar.