Brasil, Pais do Passado?

Brasil, Pais do Passado?

Brasil, Pais do Passado?

  • EditoraBOITEMPO
  • Modelo: 67-0138
  • Disponibilidade: Em estoque
  • R$ 52,25

    R$ 55,00
O título parece uma provocação. Mas, longe disso, Brasil, país do passado? é uma reflexão coletiva sobre os destinos do Brasil, tendo como ponto de partida o clássico Brasil, país do futuro, escrito em 1941 por Stefan Zweig em seu exílio tropical.

Os autores fazem aqui um inventário das principais idéias de Antonio Callado, Betinho, Darcy Ribeiro, João Antônio, Paulo Freire e Paulo Francis, seis intelectuais que tiveram em comum uma imensa militância teórica e prática contra a ditadura, mas que tomaram rumos os mais diversos na chamada abertura democrática.

Escrito por brasileiros e europeus, expondo assim o confronto de olhares entre os de dentro e os de fora, este livro desperta para questões da maior atualidade, como: sendo o Brasil um país do futuro, o futuro é para quem? Onde fica o presente? Quem luta para livrá-lo do peso de um passado colonial e quais as alternativas de vida futura para a maioria que aqui sobrevive?

Ensaios de
Maria Ângela D´Incao, Francisco Foot Hardman, Fernando Bonassi, Ulrich Fleischmann, Sedi Hirano, Bernardo Kucinski, Wivian Weller, Emir Sader, Dietrich Briesemeister e outros.

Sobre os organizadores
Ligia Chiappini foi professora titular de Teoria Literária e Literatura Comparada na USP (1972-1997), e presidente do Centro Ángel Rama, do qual é sócia-fundadora. Atualmente é professora titular de Literatura e Cultura Brasileiras no Instituto de Estudos Latino-americanos da Universidade Livre de Berlim. É membro do grupo internacional de pesquisa em Literatura e História - Cliope. Tem artigos publicados em livros e revistas no Brasil e no exterior, e livros como Quando a pátria viaja: uma leitura dos romances de Antonio Callado (1983).

Antonio Dimas possui mestrado e doutorado pela Universidade de São Paulo, instituição da qual é professor de Literatura Brasileira desde 1969. É ex-conselheiro e vice-diretor do IEB-USP, e membro do grupo internacional de pesquisa em Literatura e História - Cliope. Publicou Rosa-Cruz (1980), Aníbal Machado (1984) e Vossa insolência (1996), entre outros.

Berthold Zilly possui formação em literaturas alemã e neolatinas. Fez doutorado sobre Moliére na Universidade Livre de Berlim, onde é professor de língua portuguesa e literatura latino-americana. É membro do grupo internacional de pesquisa em Literatura e História - Cliope. Tem vários artigos publicados em revistas e livros coletivos no Brasil e na Alemanha.
Características
Ano de publicação 2000
Autor LIGIA CHIAPPINI,ANTONIO DIMAS E BERTHOLD ZILL
Biografia O título parece uma provocação. Mas, longe disso, Brasil, país do passado? é uma reflexão coletiva sobre os destinos do Brasil, tendo como ponto de partida o clássico Brasil, país do futuro, escrito em 1941 por Stefan Zweig em seu exílio tropical.

Os autores fazem aqui um inventário das principais idéias de Antonio Callado, Betinho, Darcy Ribeiro, João Antônio, Paulo Freire e Paulo Francis, seis intelectuais que tiveram em comum uma imensa militância teórica e prática contra a ditadura, mas que tomaram rumos os mais diversos na chamada abertura democrática.

Escrito por brasileiros e europeus, expondo assim o confronto de olhares entre os de dentro e os de fora, este livro desperta para questões da maior atualidade, como: sendo o Brasil um país do futuro, o futuro é para quem? Onde fica o presente? Quem luta para livrá-lo do peso de um passado colonial e quais as alternativas de vida futura para a maioria que aqui sobrevive?

Ensaios de
Maria Ângela D´Incao, Francisco Foot Hardman, Fernando Bonassi, Ulrich Fleischmann, Sedi Hirano, Bernardo Kucinski, Wivian Weller, Emir Sader, Dietrich Briesemeister e outros.

Sobre os organizadores
Ligia Chiappini foi professora titular de Teoria Literária e Literatura Comparada na USP (1972-1997), e presidente do Centro Ángel Rama, do qual é sócia-fundadora. Atualmente é professora titular de Literatura e Cultura Brasileiras no Instituto de Estudos Latino-americanos da Universidade Livre de Berlim. É membro do grupo internacional de pesquisa em Literatura e História - Cliope. Tem artigos publicados em livros e revistas no Brasil e no exterior, e livros como Quando a pátria viaja: uma leitura dos romances de Antonio Callado (1983).

Antonio Dimas possui mestrado e doutorado pela Universidade de São Paulo, instituição da qual é professor de Literatura Brasileira desde 1969. É ex-conselheiro e vice-diretor do IEB-USP, e membro do grupo internacional de pesquisa em Literatura e História - Cliope. Publicou Rosa-Cruz (1980), Aníbal Machado (1984) e Vossa insolência (1996), entre outros.

Berthold Zilly possui formação em literaturas alemã e neolatinas. Fez doutorado sobre Moliére na Universidade Livre de Berlim, onde é professor de língua portuguesa e literatura latino-americana. É membro do grupo internacional de pesquisa em Literatura e História - Cliope. Tem vários artigos publicados em revistas e livros coletivos no Brasil e na Alemanha.
Editora BOITEMPO
ISBN 9788585934705
Páginas 376

Escreva um comentário

Você deve acessar ou cadastrar-se para comentar.