Futuro da Criação, O

Futuro da Criação, O

Futuro da Criação, O

  • EditoraMAUAD X
  • Modelo: 0183758
  • Disponibilidade: Em estoque
  • R$ 41,92

    R$ 52,40
(...) De sua experiência de guerra e de prisioneiro por três anos, tirou as seguintes conclusões pessoais que cabe aqui referir por sua determinação e sinceridade: “Primeira: nunca mais serviço militar: “Viver a vida sem armamentos” (melhor é ser executado por ter rejeitado o serviço militar, do que tombar em Stalingrado!); segunda: esteja preparado para tirar a vida de um tirano, se você tiver forças e oportunidade para isso”. (...) (...) Jürgen Moltmann, da Igreja Reformada alemã, talvez seja atualmente o teólogo mais representativo da cristandade. Famosa é a sua Teologia da Esperança, surgida como reação positiva à grandiosa obra de Ernst Bloch O Princípio Esperança. Do prefácio de Leonardo Boff


(...) Uma sociedade com liberdade individual, com justiça social e equilíbrio ecológico não é uma utopia, mas a única alternativa realista ao Holocausto social, ecológico e militar da humanidade. Por essa sociedade deve ser tomada em conta a desobediência civil. Por ela deve ser aceito o “engajamento amargo” da resistência. Por ela deve-se participar da mudança da legislação, da constituição e do alargamento dos direitos humanos. Da primeira parte do livro, O Sol da Justiça, escrita por Jürgen Moltmann
Características
Ano de publicação 2011
Autor Jürgen Moltmann, Levy Bastos
Biografia (...) De sua experiência de guerra e de prisioneiro por três anos, tirou as seguintes conclusões pessoais que cabe aqui referir por sua determinação e sinceridade: “Primeira: nunca mais serviço militar: “Viver a vida sem armamentos” (melhor é ser executado por ter rejeitado o serviço militar, do que tombar em Stalingrado!); segunda: esteja preparado para tirar a vida de um tirano, se você tiver forças e oportunidade para isso”. (...) (...) Jürgen Moltmann, da Igreja Reformada alemã, talvez seja atualmente o teólogo mais representativo da cristandade. Famosa é a sua Teologia da Esperança, surgida como reação positiva à grandiosa obra de Ernst Bloch O Princípio Esperança. Do prefácio de Leonardo Boff


(...) Uma sociedade com liberdade individual, com justiça social e equilíbrio ecológico não é uma utopia, mas a única alternativa realista ao Holocausto social, ecológico e militar da humanidade. Por essa sociedade deve ser tomada em conta a desobediência civil. Por ela deve ser aceito o “engajamento amargo” da resistência. Por ela deve-se participar da mudança da legislação, da constituição e do alargamento dos direitos humanos. Da primeira parte do livro, O Sol da Justiça, escrita por Jürgen Moltmann
Editora MAUAD X
ISBN 9788574783758
Páginas 208

Escreva um comentário

Você deve acessar ou cadastrar-se para comentar.