Nietzsche, por uma ética dos afetos

Nietzsche, por uma ética dos afetos

Nietzsche, por uma ética dos afetos

  • EditoraMAUAD X
  • Modelo: 01B31936
  • Disponibilidade: Em estoque
  • R$ 53,10

    R$ 59,00
A escolha metodológica que guia o livro de Bilate é a de realizar um verdadeiro trabalho de historiador da filosofia, no entanto não para se restringir a este trabalho, mas para buscar na obra do autor, e não na imaginação do intérprete, os conceitos próprios a sua filosofia e o seu sentido presente ali. E com eles construir, junto a Nietzsche, uma ética presente nos seus escritos, mesmo que não sob este título de uma ética dos afetos - embora seja do que se trata. Podemos metaforicamente dizer que os tijolos dessa construção estão tais e quais na obra de Nietzsche, mas que ali a própria construção não se encontra disposta dessa maneira, mesmo que nela essa construção encontre inteiramente seu sentido. Trata-se, pois, de um minucioso e meticuloso trabalho de historiador da filosofia, seguido ou mesclado de um ousado trabalho de filósofo. Se a tese apresentada no livro suscita um estranhamento, este se deve ao fato, extremamente positivo, de propor e de realizar um procedimento - aliás, extremamente nietzschiano - de ser seu autor um historiador da filosofia que escreve e articula os conceitos descobertos na condição de livre criterioso pensador.
Características
Ano de publicação 2022
Autor Danilo Bilate
Biografia A escolha metodológica que guia o livro de Bilate é a de realizar um verdadeiro trabalho de historiador da filosofia, no entanto não para se restringir a este trabalho, mas para buscar na obra do autor, e não na imaginação do intérprete, os conceitos próprios a sua filosofia e o seu sentido presente ali. E com eles construir, junto a Nietzsche, uma ética presente nos seus escritos, mesmo que não sob este título de uma ética dos afetos - embora seja do que se trata. Podemos metaforicamente dizer que os tijolos dessa construção estão tais e quais na obra de Nietzsche, mas que ali a própria construção não se encontra disposta dessa maneira, mesmo que nela essa construção encontre inteiramente seu sentido. Trata-se, pois, de um minucioso e meticuloso trabalho de historiador da filosofia, seguido ou mesclado de um ousado trabalho de filósofo. Se a tese apresentada no livro suscita um estranhamento, este se deve ao fato, extremamente positivo, de propor e de realizar um procedimento - aliás, extremamente nietzschiano - de ser seu autor um historiador da filosofia que escreve e articula os conceitos descobertos na condição de livre criterioso pensador.
Edição 1
Editora MAUAD X
ISBN 9786587631936
Páginas 272

Escreva um comentário

Você deve acessar ou cadastrar-se para comentar.