ACADEMICA - HISTORIA DO FUTEBO

ACADEMICA - HISTORIA DO FUTEBO

ACADEMICA - HISTORIA DO FUTEBO

  • EditoraALMEDINA
  • Modelo: AM24046792
  • Disponibilidade: Em estoque
  • R$ 449,10

    R$ 499,00
A HISTÓRIA DO FUTEBOL DA BRIOSA, julgamos nós, dificilmente será entendida se desligada da história da Associação Académica de Coimbra. Não apenas porque foi no seio desta que nasceu a prática da modalidade entre os universitários coimbrãos, estava o regime republicano no seu advento. Mas porque de outro modo não se compreenderia porque é que, em 1969, por uma única vez, o Presidente da República não esteve presente na final da Taça de Portugal. Como não se perceberia porque é que, em Junho de 1974, a secção de futebol da Associação Académica foi temporariamente extinta por decisão de uma Assembleia Magna estudantil. O 25 de Abril foi há mais de três décadas e a chamada crise académica de 69 há mais tempo ainda. Mas não, não se trata de velharias, no que também simbolizam no relacionamento entre a Briosa e os estudantes. Ainda não há muito, durante um jogo, o estádio do Calhabé estava pejado de cartazes contra as propinas na Universidade. Em que outro estádio do país é possível - dir-se-ia mesmo, é normal - ver os estudantes a manifestarem-se assim? E não, não são resquícios corporativos, como alguns poderão ser tentados a pensar. Ao contrário: se a história do futebol da Briosa é, desde sempre, inseparável das lutas estudantis, ela confunde-se igualmente, em larga medida, com a própria história da cidade e do país no último século. Press Clippings: • Jornal de Notícias - «Não há futuro sem memória» • O Jogo - «Está ganha a batalha da memória Académica» • A Bola - «O amor de uma vida» • ACABRA - «História da Académica perpetuada em livro» • Diário as Beiras - «Centenas de pessoas ficaram a conhecer livro da Académica» • Diário de Coimbra - «Académica em livro» • Diário de Coimbra - «Livro destinado a ser um êxito» • Diário de Noticias - «Académica - História do futebol» • TREVIM - «Autores apresentam livro» • SOL - «Uma história Briosa»
Características
Autor VARIOS
Biografia A HISTÓRIA DO FUTEBOL DA BRIOSA, julgamos nós, dificilmente será entendida se desligada da história da Associação Académica de Coimbra. Não apenas porque foi no seio desta que nasceu a prática da modalidade entre os universitários coimbrãos, estava o regime republicano no seu advento. Mas porque de outro modo não se compreenderia porque é que, em 1969, por uma única vez, o Presidente da República não esteve presente na final da Taça de Portugal. Como não se perceberia porque é que, em Junho de 1974, a secção de futebol da Associação Académica foi temporariamente extinta por decisão de uma Assembleia Magna estudantil. O 25 de Abril foi há mais de três décadas e a chamada crise académica de 69 há mais tempo ainda. Mas não, não se trata de velharias, no que também simbolizam no relacionamento entre a Briosa e os estudantes. Ainda não há muito, durante um jogo, o estádio do Calhabé estava pejado de cartazes contra as propinas na Universidade. Em que outro estádio do país é possível - dir-se-ia mesmo, é normal - ver os estudantes a manifestarem-se assim? E não, não são resquícios corporativos, como alguns poderão ser tentados a pensar. Ao contrário: se a história do futebol da Briosa é, desde sempre, inseparável das lutas estudantis, ela confunde-se igualmente, em larga medida, com a própria história da cidade e do país no último século. Press Clippings: • Jornal de Notícias - «Não há futuro sem memória» • O Jogo - «Está ganha a batalha da memória Académica» • A Bola - «O amor de uma vida» • ACABRA - «História da Académica perpetuada em livro» • Diário as Beiras - «Centenas de pessoas ficaram a conhecer livro da Académica» • Diário de Coimbra - «Académica em livro» • Diário de Coimbra - «Livro destinado a ser um êxito» • Diário de Noticias - «Académica - História do futebol» • TREVIM - «Autores apresentam livro» • SOL - «Uma história Briosa»
Edição 2
Editora ALMEDINA
ISBN 9789724046792
Páginas 716

Escreva um comentário

Você deve acessar ou cadastrar-se para comentar.